Uma vida sem drogas e álcool é muito mais saudável

Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo é um alerta sobre os prejuízos relacionados ao consumo de drogas e álcool

Tamanho da fonte
+

Combater e prevenir o consumo de drogas e álcool é uma luta diária. O uso de substâncias psicoativas pode ter impacto negativo para as pessoas e suas famílias. A fim de lembrar a população sobre os riscos oferecidos por esses produtos, inclusive o álcool, foi criado “Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo”, comemorado em 20 de fevereiro.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera doença a dependência de drogas e o alcoolismo, por isso indica a necessidade de ações de prevenção. O problema afeta pessoas do mundo inteiro, atingindo até bebês.

Segundo a própria OMS, existe um número expressivo de recém-nascidos que vêm ao mundo com a Síndrome do Alcoolismo Fetal. São 12 mil nascidos a cada ano com esse quadro. Por isso, os especialistas alertam para que as mulheres grávidas não consumiam álcool em hipótese alguma durante a gestação e a amamentação.

O uso de álcool e drogas também potencializa a ocorrência de acidentes de trânsito, violência doméstica e comportamento inadequado no ambiente de trabalho e nos relacionamentos.

Uso e dependência

A OMS utiliza duas classificações referentes ao consumo e dependência de drogas: temporal (frequência) e padrão de uso.

A prevenção é a melhor alternativa

O consumo de drogas e álcool atinge negativamente as pessoas, suas famílias e até no trabalho. A prevenção para o uso dessas substâncias é necessária e deve ser realizada com comprometimento, feita por meio de parcerias entre a sociedade e órgãos governamentais.

As ações preventivas devem ter sua execução nos municípios, com a ajuda de conselhos estaduais por meio estudo de políticas públicas sobre o consumo de drogas e álcool. As localidades e comunidades mais vulneráveis devem ser identificadas de forma prioritária.

Essas ações devem ser executadas de forma que valorizem a saúde física e mental, individual e coletiva de cada comunidade. A prática de esportes, cultura, lazer e valorização das relações familiares são pautas importantes e que devem ser executadas como ações preventivas.

A participação das escolas, empresas e corporações na busca pelo conhecimento sobre o assunto e no combate ao uso de drogas e álcool é um fator importante e de grande ajuda nessa luta. Nesses casos o apoio da família é essencial. Quando a sociedade e profissionais especializados participam desse processo, é maior a chance de melhor resultado.

Programa na Embrapa 'Saber Viver'

O uso de drogas e álcool pode afetar qualquer pessoa, por isso a Embrapa criou o programa “Saber Viver”, que desde 2005 busca prestar assistência aos empregados com esse problema. O projeto foi reestruturado e ampliado em 2012.

Atualmente, existem ações de prevenção da doença e atividades de promoção da saúde, entre outros. Segundo o “Manual para Equipe de Apoio do Programa Saber Viver”, é necessário o estabelecimento de distinção entre o abuso de álcool e drogas, pois os mecanismos psicológicos e comportamentais de dependência de drogas ilícitas são semelhantes aos que ocorrem na dependência de álcool. A maioria das pessoas com algum grau de alcoolismo também consome outras drogas de forma abusiva.

O acompanhamento e/ou tratamento do empregado é de imprescindível importância. Todas as informações devem ser apresentadas resguardando o sigilo de cada caso.

Mais lidas