Setembro Amarelo: conversar e reconhecer sinais é fundamental

‘É preciso agir’, diz o lema da campanha de 2020, que busca conscientizar as pessoas a buscar ajuda para prevenir contra o suicídio

Tamanho da fonte
+

Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física. E para alertar a população sobre os cuidados com a mente e prevenção ao suicídio é realizada anualmente a campanha “Setembro Amarelo”. Com o tema “É preciso agir”, a edição de 2020 pretende conscientizar e incentivar pessoas com pensamentos suicidas a buscar por ajuda.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é fundamental agir e conversar sobre o assunto para prevenir os casos. Também é essencial estar atento e reconhecer os sinais de alerta em si mesmo ou nas pessoas próximas. Procure conversar sobre o assunto e não hesite em buscar ajuda.

Como ajudar?
A dica é saber ouvir, não julgar e ajudar na busca por uma saída e solução do problema. Incentive a pessoa a buscar ajuda de profissionais de serviços de saúde, de saúde mental, de emergência ou apoio em algum serviço público. É importante não deixar a pessoa sozinha, entre em contato com alguém de confiança, indicado pela própria pessoa.

O Centro de Valorização da Vida (CVV) é um importante aliado, que atende voluntariamente e de forma gratuita pessoas que buscam e/ou precisam conversar. O atendimento é realizado por telefone (disque 188), e acontece sob total sigilo.  O centro realiza apoio emocional e prevenção.

Casos
A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) afirma que 800 mil pessoas tiram a suas próprias vidas todos os anos. No Brasil, são 12 mil casos anuais. A maior parte das vítimas têm menos de 45 anos, diz a OMS.

Em quase a totalidade dos casos (96%), há relação com transtornos mentais como depressão, em primeiro lugar, transtorno bipolar e abuso de substâncias, de acordo com o Ministério da Saúde.

 

Mais lidas